O MILAGRE DO SÃO FRANCISCO E SEUS VINHOS DELICIOSOS.

0
269

O único lugar do mundo onde é possível duas safras ao ano. Vamos degustar o Syrah Testardi.
Coravin: https://amzn.to/3G9okun

00:00 I. P. Vale do São Francisco.
A primeira IP de Vinhos Tropicais do mundo,

01:38 Coravin.
Tecnologia que retira o vinho sem a extração da rolha.

03:00 Indicação Geográfica.

03:39 Indicação de Procedência.
O Vale de São Francisco foi reconhecido como IP, isto é, Indicação de Procedência. Na I.P. o foco é a região, a delimitação geográfica. Assim, o vinho que estampar o selo da IP Vale do São Francisco tem a garantia de que ele foi produzido nessa região, conforme as técnicas estabelecidas.

04:45 Semiárido.
Trata-se de uma região semiárida onde há décadas atrás o agreste nordestino era marcado pela seca, por vegetação arbustiva e muito mandacaru.

05:41 Wine Belt.
O famoso Wine Belt, ou cinturão do vinho, e mostra que o cultivo de uvas europeias para a produção de vinho fino somente é possível entre os paralelos 30 e 50, tanto ao Norte, quanto ao Sul. Por isso, a produção de vinho no VSF era inimaginável décadas atrás, pois ele se encontra no paralelo 8, Sul, perto do equador, região muito quente e seca.

06:27 O milagre do São Francisco.
Tudo começou na década de 60 com o início tímido da fruticultura,

07:17 O problema virou solução.
O Milagre é fruto de muita pesquisa. Na verdade, a falta de água se tornou parte da solução. Através da irrigação enriquecida com nutrientes controla-se todo o ciclo da videira, de maneira que ao ser privada da água a videira entra em um estado de dormência semelhante ao que ocorre no inverno e, assim, permanece por dois meses. Restabelecida a irrigação, a planta volta à atividade e logo começa a brotar, como se estivesse na primavera.

09:30 Produção o ano todo.
Além da dupla safra anual por vinhedo, a região pode produzir uva e vinho o ano todo. Sim! Basta que cada parcela do vinhedo seja privada da água em meses diferentes.

10:38 Localização e vinícolas.
A produção de vinhos na região ocorre onde o Rio São Francisco marca a divisa entre Bahia e Pernambuco, no eixo Petrolina Juazeiro, e alcança os municípios pernambucanos de Petrolina, Lagoa Grande e Santa Maria da Boa Vista, além de Casa Nova e Curaçá, na Bahia”.

12:47 Castas autorizadas.
Podem receber o selo da IP VSF vinhos tranquilos, isto é, sem borbulhas, que podem ser brancos, rosés ou tintos, inclusive vinhos nobres, isto é, com teor alcóolico superior a 14%. Também são autorizados espumantes brancos e rosés que podem ser bruts, demi-secs ou moscatéis.
A uva para a produção do vinho tem que ser 100% proveniente da região delimitada e são autorizadas 23 castas diferentes.

14:55 Características dos vinhos.
A IP VSF produz espumantes refrescantes, vinhos brancos e tintos leves e também tintos potentes e encorpados como o Syrah Testardi que vamos provas. Todos os vinhos do VSF possuem uma boa relação qualidade e preço.
Os espumantes predominam, com três milhões de litros produzidos anualmente, contra 1,5 milhão de litros dos vinhos tranquilos.

18:04 Syrah Testardi.
Este Testardi é um ícone que vem do sertão, e, na minha opinião, tem a melhor relação qualidade e preço da coleção Lendários.
Testardi é um termo italiano que significa teimoso e traz a ideia de obstinação, persistência e procura mostrar ao mundo que é possível cultivar uvas e fazer grandes vinhos em um local hostil, mas que alimentado pelo Rio São Francisco é capaz de produzir vinhos no semiárido.

19:16 Degustação

24:51 Valeu demais.

——————–
Sou Mauricio Ferreira, um Apaixonado por Vinhos, e minha missão é levar o conhecimento sobre o mundo do vinho de forma simples e descomplicada, de maneira que todos entendam.
Creio que, no mundo do vinho, “quanto mais você conhece, melhor você escolhe e mais você aprecia”.
Sou Certificado pela Wine & Spirit Education Trust – WSET, Nível 3 e pela
Wine Scholar Guild, no French Wine Scholar – FWS, um curso aprofundado sobre vinhos da França.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here